Rota da Origem do Chocolate é a nova aposta turística do Equador

Amazônia e Costa do país são as duas principais regiões do itinerário

Chocolate equatoriano tem se destacado pela qualidade e pelo sabor
Chocolate equatoriano tem se destacado pela qualidade e pelo sabor

Não dá para negar que o chocolate é quase uma preferência mundial. As opções são diversas, o que significa que existem para todos os gostos: ao leite, amargo, branco, aerado, entre tantos outros. O que nem todo mundo sabe é que o Equador, tão conhecido por seu arquipélago de Galápagos, é também um grande produtor dessa iguaria. Para impulsionar o chocolate como novo produto turístico, o país tem realizado workshops com operadores de turismo, companhias aéreas, agências de viagem e hotéis.

Através da Direção de Mercados Nacionais, o Ministério do Turismo do Equador (MINTUR) tem buscado desenvolver a Rota da Origem do Chocolate. Para isso, está coordenado com a indústria turística, produtores de chocolate, fazendas de cacau e estabelecimentos com serviços de spa que trabalhem com o conceito de chocolate. Todos eles estão encaminhados a gerar desenvolvimento e sustentabilidade econômica para o país.
A Rota da Origem do Chocolate
Duas regiões contemplam a rota proposta pelo destino: Amazônia e Costa. A primeira começa em Quito, com um tour pelo Centro Histórico e uma degustação de chocolates produzidos com cacau fino de aroma. A viagem segue às termas de Papalacta, localizadas no meio de um entorno natural, onde os turistas recebem uma massagem relaxante com o produto. Em seguida, os viajantes chegam à cidade de Tena para percorrer parte do bosque amazônico, observar sua fauna e flora. Há ainda a possibilidade de visitar centros de coleta e hortas de Kallari, empreendimento comunitário de produtores de cacau que ganhou prêmios nacionais e internacionais pelo sabor e pela qualidade de seu chocolate.
Já a Rota da Origem do Chocolate Costa começa em Guayaquil, onde se realiza uma viagem pelos principais atrativos turísticos. Um deles é o Centro Santa Ana, no Barrio Las Peñas, que foi selecionado pelo World Monument Watch, organização não-governamental internacional voltada à catalogação e preservação do patrimônio cultural mundial, como um dos 100 monumentos históricos. Saindo de Guayaquil, avança-se para a cidade de Vinces em direção a Puerto Palenque, para percorrer empreendimentos e plantações e conhecer o processo de cuidado do cacau. Por lá também são realizados passeios fluviais e visitas às casas patrimoniais dos ‘Gran Cacao’, que foram os grandes exportadores do produto. A rota inclui uma ida às fazendas que exportam cacau orgânico, onde é possível conhecer o processo de cuidado e produção das barras de chocolate, cujo destino é o Reino Unido.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s