Grupo Rio Quente anuncia o crescimento de 33% de receita líquida em julho e crescimento do EBITDA de 76%

Na contramão da crise anunciada pelo mercado, resultado mostra um aumento significativo no mesmo período em 2014

Referência em entretenimento e hospitalidade, o Grupo Rio Quente registrou R$ 46,3 milhões de receita líquida no mês de julho de 2015, o que representa 33% de crescimento em relação a 2014. O resultado representa as operações do Grupo em seu modelo mixed use (hospitalidade, entretenimento, tempo compartilhado, operadora de turismo). Acompanhando a mesma tendência e registrando alta mais significativa ainda, o EBITDA da companhia cresceu 76% no período.

 

“A antecipação de ajustes antes da crise, atrelada ao foco em resultados e os benefícios de atuar com base no modelo mixed use, sem dúvida alguma, representam os fatores-chave para atingirmos esse resultado e um faturamento acumulado no ano de R$ 210 milhões, com uma margem de EBITDA de 29,7%”, diz Francisco Costa Neto, co-CEO do Grupo Rio Quente. O executivo reforça que essa postura de gestão se refletiu também na margem operacional da companhia que, apesar do aumento de custos como energia e logística aérea, obteve um crescimento de 3 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano passado, com um valor nominal 27% superior ao acumulado no mesmo período em 2014.

 

No mês de julho, o Rio Quente Resorts registrou uma taxa de ocupação média acima de 80%, aproximadamente 14 pontos superior à média registrada pelo setor até o momento. No mesmo mês, o empreendimento goiano alcançou um REVPAR (Receita por Apartamento Disponível, índice que mensura a eficiência comercial e de receitas da Hotelaria) 24,2% maior em comparação a julho de 2014. “O foco no consumidor da classe A também contribuiu para a elevação das receitas”, analisa o executivo.

 

Para o futuro, a expectativa é de um horizonte otimista. “A tendência é que, com o dólar se consolidando nesse patamar, o turismo nacional torne-se cada vez mais competitivo. Além disso, está prevista uma manutenção de consumo da classe A, ao mesmo tempo que uma recuperação gradual da classe B no médio prazo. O melhor é que o cenário atual indica também que quase não existe um aumento de ofertas de resorts no Brasil. Nesse sentido, estamos muito bem posicionados, levando em conta que estamos com nosso ativo modernizado após vários anos de retrofits e um balanço financeiro com bastante liquidez”, avalia Neto.

 

Comercial e Marketing

A companhia ressalta, ainda, a assertividade das estratégias comerciais e de marketing. “É possível crescer de forma sustentável nesse momento. A alta do dólar, por exemplo, tornou mais atrativo os destinos nacionais, o que amplia nossa visibilidade e as chances de cativar e fidelizar o turista brasileiro. Nesse sentido, o Grupo Rio Quente manteve sua integridade de preço e ações de marketing dirigidas que são a razão do nosso sucesso. Não entramos na guerra de preço – em períodos de crise, a tendência de baixar as tarifas é um erro comum, embora a maior parte da literatura acadêmica reforce o contrário”.  Explica Ana Luiza Masagão, diretora de Experiência Marketing e Vendas.

 

O Rio Quente Resorts ampliou seu nível de conhecimento estimulado de marca em 26 pontos, atingindo patamar de marca grande e com boas taxas de conversão. Com a missão de proporcionar experiências fantásticas em turismo e entretenimento o grupo atingiu um alto patamar de satisfação do seu cliente acima de 80%, bem como índices de retorno e recomendação acima de 85%. “O foco no cliente e na entrega da experiência não pode se reduzir em momentos de crise, pelo contrário, tem que ser ainda maior, para gerar fidelidade” ressalta Ana Luiza.

 

Sobre o Grupo Rio Quente

Com a missão de proporcionar experiências fantásticas entretenimento e hospitalidade, o Grupo Rio Quente alia inovação e pioneirismo nos seus segmentos de atuação. Controlado pelas holdings Algar (Uberlândia-MG) e Gebepar (Goiânia-GO), desde 1979, o Grupo é referência em alta performance de soluções turísticas e entretenimento na América do Sul. Abriga negócios em quatro diferentes áreas: hospitalidade (Rio Quente Resorts, em Goiás, e Marulhos Suítes Resort, em Pernambuco), entretenimento (Hot Park), operações turísticas (Valetur Viagens) e clube de férias por tempo compartilhado (Rio Quente Vacation Club). Por ano, o complexo localizado na cidade de Rio Quente (GO) recebe 1,5 milhão de hóspedes e visitantes, que geram 2,3 mil empregos diretos e cerca de 10 mil indiretos. Atualmente, o Grupo Rio Quente está entre as melhores empresas para trabalhar, em 21º lugar no Brasil de acordo com pesquisa 2015 Great Place to Work, e 3º lugar no Centro-Oeste, em 2015, de acordo com o mesmo ranking GPTW. Além disso, destacou-se como a única empresa do turismo em ações sustentáveis pelo Guia Exame de Sustentabilidade 2014. Mais informações: www.rioquente.com.br

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s